sábado, 5 de março de 2022

domingo, 13 de fevereiro de 2022

"Lama": Performance de Carmem Toledo

 Uma brincadeira com a canção "Lama", de Paulo Marques e Aylce Chaves, suceso na voz de Núbia Lafayette. Para gravar esta performance, inspirei-me na interpretação de Marisa Orth.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2022

Homenagem ao neurologista Oliver Sacks

    Minha homenagem ao grande neurologista Oliver Sacks (1933 - 2015), autor de importantes livros, como "Enxaqueca", "Tempo de Despertar", "Um Antropólogo em Marte", "O Homem que Confundiu sua Mulher com um Chapéu", entre muitos outros títulos.  

sábado, 11 de dezembro de 2021

Homenagem a Luigi Tenco e Dalida: "Vedrai Vedrai"

 

Uma de minhas canções favoritas de Luigi Tenco é "Vedrai Vedrai", lançada em 1965 na voz do cantor e compositor e em 1979 por Dalida, que foi sua namorada. 

A triste história envolvendo ambos - a tragédia do Festival de San Remo de 1967 - pode ser conhecida nesta postagem especial: http://culturofagicamente.blogspot.com/2021/04/homenagem-ao-cantor-e-compositor-luigi.html

A seguir, vocês podem assistir à minha interpretação da canção:

terça-feira, 30 de novembro de 2021

Desenho: Homenagem à atriz Dercy Gonçalves

 

    Uma homenagem à atriz Dercy Gonçalves (Dolores Gonçalves Costa, 1907 - 2008), importante nome de nosso teatro de revista, cinema e televisão.

domingo, 7 de novembro de 2021

Tributo à cantora Dalida: "Comme disait Mistinguett"

    Nesta postagem da série especial Tributo a Dalida, brindo os leitores com a participação de um convidado muito querido: o pesquisador musical, historiador, jornalista e ator Marcelo Bonavides de Castro. Suas pesquisas - realizadas desde os 13 anos de idade - concentram-se no Teatro de Revista Brasileiro e na Música Popular Brasileira, nos períodos de 1859 à década de 1940.
    Dalida, apesar de ser franco-egípcia, descendente de italianos e posterior a esta fase (pois sua carreira se estendeu de 1954, quando foi Miss Egito, a 1987), traz muitas referências em suas performances e é justamente por esta riqueza cultural que resolvi convidar Marcelo a escrever comigo este artigo. Nós analisamos a letra de "Comme disait Mistinguett", uma canção composta por Pierre Delanoë, Pascal Sevran e Jean Jacques Debout em 1979 e interpretada magnificamente pela diva.
    Como a ideia surgiu depois de algumas conversas que tivemos sobre o assunto, achei pertinente oferecer ao leitor um artigo em forma de diálogo. Inicialmente, propus a Marcelo que detalhássemos cada parte da letra, explicando as referências conforme elas surgissem. Pensando nisso, em primeiro lugar, realizei a tradução e a dividi, para que, então, discutíssemos os pormenores. Confiram o resultado:

segunda-feira, 20 de setembro de 2021

"Je suis malade": Uma performance de Lady Agatha e Carmem Toledo

A depressão e a prevenção do suicídio são temas de suma importância em qualquer tempo, mas sempre são bem-vindas as iniciativas que trazem à tona tais assuntos, como o Setembro Amarelo. É importante ouvir os gritos de socorro, ainda que silenciosos, acolher e respeitar a vida de cada indivíduo.
Nesta performance que tenho o prazer de divulgar, a professora de dança Lady Agatha e eu prestamos uma homenagem à cantora Dalida, que infelizmente cometeu suicídio em 1987, interrompendo uma carreira brilhante na música internacional.

Autoria:

"Culturofagia" (culturofagicamente.blogspot.com) é de autoria de Carmem Toledo. Está proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo aqui publicado, inclusive dos disponibilizados através de links aqui presentes. A mesma observação se estende a todos os blogs e páginas da autora ("Voz Neurodiversa", "O Caminhante Solitário", "Sophia... Ieri, Oggi, Domani") e toda e qualquer criação, seja em forma de texto ou ilustração, por ela assinada.

Culturofagia

Voz Neurodiversa

O Caminhante Solitário

Sophia... Ieri, Oggi, Domani