sábado, 11 de dezembro de 2021

Homenagem a Luigi Tenco e Dalida: "Vedrai Vedrai"

 

Uma de minhas canções favoritas de Luigi Tenco é "Vedrai Vedrai", lançada em 1965 na voz do cantor e compositor e em 1979 por Dalida, que foi sua namorada. 

A triste história envolvendo ambos - a tragédia do Festival de San Remo de 1967 - pode ser conhecida nesta postagem especial: http://culturofagicamente.blogspot.com/2021/04/homenagem-ao-cantor-e-compositor-luigi.html

A seguir, vocês podem assistir à minha interpretação da canção:

terça-feira, 30 de novembro de 2021

Desenho: Homenagem à atriz Dercy Gonçalves

 

    Uma homenagem à atriz Dercy Gonçalves (Dolores Gonçalves Costa, 1907 - 2008), importante nome de nosso teatro de revista, cinema e televisão.

domingo, 7 de novembro de 2021

Tributo à cantora Dalida: "Comme disait Mistinguett"

    Nesta postagem da série especial Tributo a Dalida, brindo os leitores com a participação de um convidado muito querido: o pesquisador musical, historiador, jornalista e ator Marcelo Bonavides de Castro. Suas pesquisas - realizadas desde os 13 anos de idade - concentram-se no Teatro de Revista Brasileiro e na Música Popular Brasileira, nos períodos de 1859 à década de 1940.
    Dalida, apesar de ser franco-egípcia, descendente de italianos e posterior a esta fase (pois sua carreira se estendeu de 1954, quando foi Miss Egito, a 1987), traz muitas referências em suas performances e é justamente por esta riqueza cultural que resolvi convidar Marcelo a escrever comigo este artigo. Nós analisamos a letra de "Comme disait Mistinguett", uma canção composta por Pierre Delanoë, Pascal Sevran e Jean Jacques Debout em 1979 e interpretada magnificamente pela diva.
    Como a ideia surgiu depois de algumas conversas que tivemos sobre o assunto, achei pertinente oferecer ao leitor um artigo em forma de diálogo. Inicialmente, propus a Marcelo que detalhássemos cada parte da letra, explicando as referências conforme elas surgissem. Pensando nisso, em primeiro lugar, realizei a tradução e a dividi, para que, então, discutíssemos os pormenores. Confiram o resultado:

segunda-feira, 20 de setembro de 2021

"Je suis malade": Uma performance de Lady Agatha e Carmem Toledo

A depressão e a prevenção do suicídio são temas de suma importância em qualquer tempo, mas sempre são bem-vindas as iniciativas que trazem à tona tais assuntos, como o Setembro Amarelo. É importante ouvir os gritos de socorro, ainda que silenciosos, acolher e respeitar a vida de cada indivíduo.
Nesta performance que tenho o prazer de divulgar, a professora de dança Lady Agatha e eu prestamos uma homenagem à cantora Dalida, que infelizmente cometeu suicídio em 1987, interrompendo uma carreira brilhante na música internacional.

domingo, 29 de agosto de 2021

Homenagem a Temple Grandin

     Temple Grandin é reconhecida como uma das principais representantes da comunidade autista no mundo. Através de suas palestras, a zootecnista, psicóloga e professora da Universidade Estadual do Colorado rompe estereótipos por meio da divulgação científica, ocupando seu lugar de fala como autista e como pesquisadora do assunto. 

quinta-feira, 26 de agosto de 2021

"Enquanto durmo": Uma reflexão sobre arte e a eterna busca de si

É bastante conhecida a imagem do palhaço que, apesar de fazer rir, afoga-se em sua própria melancolia. Longe de ser um mero "clichê", esta é uma realidade um tanto complexa em que todos nós, independente de nossas profissões, estamos inseridos, mas nos recusamos a analisar.

segunda-feira, 16 de agosto de 2021

Charge: O encontro de Sophia Loren, Dalida e Bianca Castafiore

    Nesta charge, homenageio duas divas da vida real e uma da ficção. O que elas têm em comum? O sangue italiano, a língua francesa e o talento vocal!

Autoria:

"Culturofagia" (culturofagicamente.blogspot.com) é de autoria de Carmem Toledo. Está proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo aqui publicado, inclusive dos disponibilizados através de links aqui presentes. A mesma observação se estende a todos os blogs e páginas da autora ("Super Specialis", "O Caminhante Solitário", "Sophia... Ieri, Oggi, Domani") e toda e qualquer criação, seja em forma de texto ou ilustração, por ela assinada.

Culturofagia

O Caminhante Solitário

Sophia... Ieri, Oggi, Domani